Grom Social: uma rede social onde os adultos não entram

Escondido dos pais, Zach Marks criou o Grom Social, que chega agora ao Brasil

Aos 11 anos de idade, Zach Marks foi proibido pelo pai de utilizar redes sociais. Sua intenção era proteger o filho de conteúdo impróprio. Enquanto os colegas da escola possuíam contas nos mais diversos sites, o garoto não tinha permissão para acessar Facebook, Twitter, Instagram ou qualquer outra comunidade digital que fosse frequentada por adultos. A solução de Zach? Criar sua própria rede social.

Com a ajuda de um amigo da família e de um especialista em código de programação HTML, Zach começou a projetar uma rede voltada para crianças e adolescentes em 2012. Durante quatro meses, ele e sua diminuta equipe criaram gráficos, códigos e desenharam o que viria a se tornar o maior site exclusivo para o público jovem no mundo: o Grom Social.

Ao mostrar o primeiro resultado para os familiares – que não sabiam de nada até então –, Zach recebeu total apoio. O pai, que sempre teve receio com novas tecnologias, entrou com investimento financeiro, convertido na contratação de especialistas e em uma equipe maior. Assim, a rede começou a tomar forma e a se consolidar.

Funcionamento

O Grom Social é pensado para manter crianças e adolescentes, entre 5 e 16 anos, distantes de qualquer contato digital com maiores de idade. “Qualquer um pode, em tese, criar uma conta no Grom”, contou Zach ao Estado. “O acesso ao site, porém, é limitado. A criança precisa inserir o e-mail do responsável. Em seguida, os pais deverão entrar em contato com a nossa equipe para autorizar a entrada do filho na rede. E para isso, precisa telefonar, assinar um termo de compromisso ou pagar uma taxa com o cartão de crédito”, conta o criador do Grom Social. “Assim, o acesso à rede fica limitado e controlado por nós.”

Além disso, toda a interação no site possui um acompanhamento de professores e pedagogos treinados para notar e alertar sobre qualquer tipo de violação dos termos de uso.

Segundo Zach, a rede é um treinamento para migrar, aos 16 anos, para o Facebook. “Quando a criança não puder mais acessar o Grom, vai estar pronta para entrar em redes para adultos.”

Brasil

Recentemente, a rede atingiu 1 milhão de usuários e Zach decidiu, então, que deveria ampliar a marca para outros idiomas e culturas. Escolheu o Brasil para ser o segundo país a receber oficialmente o Grom Social.

“A escolha pelo Brasil foi natural. O número de crianças brasileiras que utilizam redes sociais é enorme”, conta Zach. “E se você conversar com elas, verá que o desejo principal é entrar em um ambiente em que o pai não está. E os pais, por sua vez, desejam que os filhos estejam seguros na web.”

Atualmente com 14 anos, o garoto nascido na Flórida veio ao Brasil com toda a família para promover o site em português. Para isso, visitou uma escola particular de Mogi das Cruzes, em São Paulo, para testar a rede com algumas crianças e procurar “embaixadores”. Segundo Zach, estes iriam “receber materiais exclusivos e testar jogos, plataformas e apps do Grom Social antes do lançamento. Com isso, seria possível descobrir se determinado produto também funciona na cultura daqui.”

Apesar do esforço, a versão do Grom em português possui alguns problemas estruturais e que podem afastar possíveis usuários.

A tradução do site parece ter sido realizada em um programa automatizado, resultando em frases soltas e sem sentido. Outras expressões nem ao menos foram traduzidas, permanecendo em inglês, o que pode causar confusão em crianças que não falam a língua.

O procedimento de autorização dos pais é igual ao dos EUA, só que os brasileiros tem que ligar ou mandar seu termo de compromisso para aquele país, já que a empresa ainda não possui escritório no Brasil. A opção mais fácil para usuários daqui será mesmo o pagamento de US$1,99 com o cartão de crédito do pai.

Presente e futuro

Curiosamente, Zach se empenha hoje em aumentar a influência do Grom Social nas redes sociais “de adultos” – Facebook, Twitter, Instagram ou Pintrest. Além disso, está trabalhando em um game para smartphones.

Ao ser chamado de “o futuro Mark Zuckerberg” pela mídia americana, um brilho surge nos olhos do garoto e um sorriso surge em seu rosto. “Eu não sei se concordo, mas acho ótimo. Ele é um dos meus ídolos e espero, um dia, fazer algo com ele.”

Sobre os planos futuros do Grom, Zach prefere não comentar. Diz apenas que está “trabalhando na expansão da rede”. “O objetivo é levar o site para outras línguas e países, tornando-o ainda mais influente na cultura de crianças e jovens ao redor do mundo.”

Outras comunidades

Existem diversas outras comunidades online no Brasil voltadas exclusivamente às crianças e adolescentes. Mundo do Sítio e Club Penguin, por exemplo, oferecem jogos e uma interatividade limitada entre os usuários. Visando restringir a possibilidade de conversas, ambas as redes permitem apenas a utilização de frases pré-determinadas pela equipe responsável peas páginas, impossibilitando uma conversa livre entre os jovens.

O Fantage se diferencia ao permitir conversas sem restrições de frases e expressões. Todo o bate-papo, porém, é monitorado por uma equipe. Os usuários são banidos imediatamente da rede caso alguém pergunte nome real, idade, localização ou pratique bullying com outras crianças.

Alguns sites, porém, são menos restritos. É o caso de Neopets e Moshi Monsters, que possuem jogos e permitem a adoção de seres virtuais como bichinhos de estimação. A conversa entre usuários em ambas as redes é completamente livre de restrições. Há apenas algumas regras de utilização e um monitoramento esporádico sobre o que é dito nos fóruns e conversas reservadas.

publicado em: http://blogs.estadao.com.br/link/uma-rede-social-onde-os-adultos-nao-entram/

Web Kids

Ambiente ideal para comprar, vender e doar, móveis, brinquedos e artigos, novos e seminovos, para bebês e crianças.

Posts Relacionados

thumbnail
hover

O que fazer com itens de...

Não precisa ser papai ou mamãe de filhos pequenos para saber que eles crescem rapidamente. Com isso, muitos itens de bebê, como brinqued...

thumbnail
hover

Como fazer crianças conhecerem e gostarem...

O contato das crianças com a música gera inúmeros benefícios. Ela é um incentivo para que os pequenos se interessem pelo universo cu...

thumbnail
hover

Veja 5 brinquedos artesanais para as...

Você é mãe, trabalha e adora estar em casa com a família. Cuida da educação dos filhos e está sempre com eles. O momento de brincar ...

Deixe-nos um comentário